O que é o autismo?

o que é o autismo?
O autismo, cientificamente conhecido como transtorno do espectro do autismo, é uma síndrome caracterizada por problemas de comunicação, sociais e comportamentais, geralmente diagnosticado entre 2 e 3 anos de idade. Essa síndrome pode fazer com que a criança tenha certas características, como dificuldade para falar e expressar ideias e sentimentos, desconforto físico, pouco contato visual, além de padrões repetitivos e movimentos estereotipados, como ficar sentado por muito tempo e sacudir o corpo. vai e volta

Principais sintomas

Alguns dos sintomas e características mais comuns do autismo incluem:

  • Dificuldade na interação social, como contato visual, expressão facial, gestos, dificuldade em fazer amigos, dificuldade em expressar emoções;
  • Prejuízo na comunicação, como dificuldade em iniciar ou manter uma conversa, uso repetitivo da linguagem;
  • Alterações comportamentais, como não saber brincar de faz de conta, padrões repetitivos de comportamentos, ter muitas “manias” e apresentar intenso interesse por algo específico, como a asa de um avião, por exemplo.

Estes sinais e sintomas variam de leves, que podem até passar despercebidos, mas também podem ser moderados a graves, que interferem muito no comportamento e na comunicação da criança.

Como confirmar o diagnóstico?

O diagnóstico de autismo é feito pelo pediatra ou psiquiatra, através da observação da criança e da realização de alguns testes de diagnóstico, entre os 2 e 3 anos de idade.

Quando uma criança apresenta as características das 3 áreas afetadas por esta síndrome, isso pode ser confirmado como autismo: interação social, mudança de comportamento e falha de comunicação. Não há necessidade de fornecer a um médico uma grande lista de sintomas para fazer um diagnóstico, porque essa síndrome se manifesta em vários graus, então, por exemplo, uma criança pode ser diagnosticada com autismo leve. Procure sinais de autismo leve. Como resultado, o autismo às vezes é quase imperceptível e pode ser confundido com timidez, desatenção ou estranheza, como a síndrome de Asperge e autismo de alto funcionamento. Portanto, o diagnóstico de autismo não é simples, em caso de dúvida, você deve consultar um médico para que ele avalie o desenvolvimento e o comportamento da criança, e indique que doença ela tem e como tratar.

O que causa o autismo?

Qualquer criança pode desenvolver autismo, cuja causa ainda é desconhecida, embora mais e mais pesquisas estejam sendo conduzidas para descobrir. Alguns estudos têm conseguido apontar possíveis fatores genéticos, que podem ser fatores genéticos, mas também ambientais, como infecção por certos vírus, ingestão de alimentos diversos ou exposição a substâncias tóxicas como chumbo e mercúrio, por exemplo. pode contribuir para o desenvolvimento de doenças Têm um grande impacto.

Algumas das principais possíveis causas incluem:

  • Deficiência e anormalidade cognitiva de causa genética e hereditária, pois observou-se que alguns autistas apresentam cérebros maiores e mais pesados e que a conexão nervosa entre suas células era deficiente;
  • Fatores ambientais, como o ambiente familiar, complicações durante a gravidez ou parto;
  • Alterações bioquímicas do organismo caracterizadas pelo excesso de serotonina no sangue;
  • Anormalidade cromossômica evidenciada pelo desaparecimento ou duplicação do cromossomo 16.

Além disso, existem estudos que apontam para algumas vacinas ou para a reposição em excesso de ácido fólico durante a gravidez, entretanto ainda não há conclusões definitivas sobre estas possibilidades, e mais pesquisas ainda precisam ser feitas para esclarecer esta questão

Como é feito o tratamento?

O tratamento vai depender do tipo de autismo que a criança possui e do seu grau de comprometimento, mas pode ser feito com:

  • Uso de medicamentos prescritos pelo médico;
  • Sessões de fonoaudiologia para melhorar a fala e a comunicação;
  • Terapia comportamental para facilitar as atividades diárias;
  • Terapia de grupo para melhorar a socialização da criança.

    Embora não haja cura para o autismo, se tratado adequadamente, pode facilitar o cuidado da criança e tornar a vida dos pais mais fácil. Nos casos mais brandos, nem sempre é necessária medicação, e a criança pode levar uma vida muito próxima do normal e estudar e trabalhar sem restrições.

Gostou desse Artigo ?

Quer saber Mais sobre Psicanálise ?

Já Pensou em fazer o Curso Gratuito de Psicanálise Clínica com Certificado ?

 
Nosso Curso de Psicanálise Gratuito é formado por um Grupo Privado de Psicanalistas e Alunos Voltados para o atendimento GRATUITO de pessoas que Precisam de Ajuda por estarem com Sintomas e Transtornos Emocionais, com Problemas ligados a Depressão, Suicídio, Ansiedade.
Nossa Missão é AJUDAR 100 MIL PESSOAS nós Próximos 365 DIAS, Que estejam passando por VÍCIOS, SOLIDÃO, VONTADE DE SE MATAR, SE VONTADE DE VIVER, entre outras..
 
Queremos te dar Ferramentas para que Você possa MUDAR A VIDA de UMA PESSOA que Sofre com esse tipo de Problemas, Isso tudo de Forma GRATUITA !

Cadastre-se e Receba Agora em seu Email nosso CURSO GRATUITO de PSICANÁLISE com CERTIFICADO 

Deixar uma resposta

Fale Conosco
Tire Suas Dúvidas Agora !
Olá, você pode falar com alguém do nosso time e tirar suas Dúvidas agora mesmo !