As redes sociais e a contribuição para o aumento da depressão e ansiedade.

redes sociais e os transtornos emocionais

As redes sociais e a contribuição para aumento da depressão e ansiedade. Você já parou para pensar que as redes sociais pode ser janelas para a contração de muitos distúrbios emocionais? 

Meninas são mais propensas à depressão

Segundo um recente estudo norte americano, meninas entre 13 e 17 anos estão mais propensas a sofrer de depressão por causa do uso excessivo das redes sociais.

Para os pesquisadores, a causa da depressão em adolescentes por causa do uso das redes sociais tem a ver com a natureza desse uso. As garotas tendem a usar mais redes sociais como o Facebook, Snapchat e Instagram, que é mais baseado na aparência física, tirando fotos e comentando sobre elas.

 
 

Afinal, as redes sociais influenciam mesmo a saúde mental?

pesquisas sobra a influência da mídia na saúde mental revelam que os efeitos do consumo de Internet podem ser prejudiciais à estabilidade emocional e, nos casos mais extremos, gerar práticas danosas à integridade da vida. Nesse sentido, tal tema demanda mais reflexão para que as pessoas possam desfrutar dos benefícios da Internet, mas sem colocar a vida em risco.

Com o avanço tecnológico, houve mais facilidade em conectar usuários entre si e com o mundo. A tecnologia encurtou distâncias, aproximou pessoas e promoveu a integração global, de uma forma muito rápida. Em parte, isso trouxe inúmeras vantagens, mas, por outro lado, o acesso desenfreado à Internet vem gerando graves perigos.

A relação entre redes sociais e saúde mental tem sido assunto de discussões e de estudos médicos e científicos. Esses profissionais retratam a importância de buscar estratégias de proteção da saúde de crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos dominados pela mais nova doença do século: a adicção por Internet (AI).

Isso porque as mídias sociais têm o mesmo potencial para viciar que as drogas, o álcool e o cigarro. Nos Estados Unidos, é empregado o termo “fear of missing out” que, em português, significa “medo de ficar de fora”. Por isso, as pessoas passam horas em “atualizações de status”, um hábito que, além de prejudicial à mente, nada lhes acrescenta.

Essa situação ainda é mais preocupante na pandemia: o isolamento social deixa as pessoas mais vulneráveis aos distúrbios psicológicos causados pela utilização exagerada de redes sociais. Por essa razão, minimizar as consequências da adicção por Internet é, atualmente, um dos maiores desafios para a Saúde Pública.

Quais são os perigos do cyberbullying?

Atos de violência verbal, psicológica e/ou física praticados repetitiva e intencionalmente, motivados por preconceitos ou estereótipos, são conhecidos como bullying. No ambiente virtual, tais ações são classificadas como cyberbullying, um grave problema inserido no contexto da relação entre redes sociais e saúde mental.

Independentemente da forma como acontecem, essas práticas são caracterizadas por agressões que objetivam a intimidação da vítima. Atualmente, o cyberbullying tem sido comum nas plataformas digitais, principalmente nos aplicativos usados para troca de mensagens.

Os principais casos de cyberbullying ocorrem quando uma pessoa — ou um grupo — começa a perseguir uma vítima sem motivo aparente ou por reações a conflitos virtuais anteriores. Infelizmente, alguns adotam essa postura meramente porque veem outros usuários envolvidos nisso e, de modo irresponsável, também “entram na onda”.

Entre as consequências negativas do cyberbullying, as mais preocupantes são:

  • fobia social;
  • transtorno de pânico;
  • redução da autoestima;
  • prejuízos à alimentação;
  • alterações na qualidade do sono;
  • desinteresse pelas atividades físicas;
  • prejuízo aos relacionamentos interpessoais;
  • menor desempenho profissional ou acadêmico;
  • ansiedade generalizada e depressão na adolescência;
  • nos casos mais graves — suicídio.

O uso de redes sociais pode ser benéfico?

As redes sociais são realmente as vilãs? Não. Pois é preciso considerar os benefícios resultantes do consumo saudável dessas ferramentas. Elas trouxeram muita coisa boa ao conectar — de maneira instantânea e quase mágica — as pessoas com o mundo.

Na quarentena, o uso de redes sociais foi fundamental para ajudar em diferentes questões. Por meio de conversas e videochamadas, familiares e amigos distantes puderam se reunir. Logo, as redes sociais tiveram um papel importante para amenizar os efeitos da solidão e de outros aspectos negativos ligados à Covid-19.

Essas ferramentas também são empregadas em campanhas para encontrar pessoas desaparecidas, pets fujões e até doadores de órgãos. Por isso, vale ressaltar o lado positivo na ligação entre redes sociais e saúde mental. Quando usadas com bom senso e responsabilidade, o ambiente virtual traz mudanças significativas e benéficas.

Outros bons exemplos, são as redes sociais de profissionais e instituições gabaritadas que informam de maneira sólida e consistente sobre diversos assuntos, aumentando o conhecimento de mundo das pessoas e sanando diversas dúvidas (perfil de médicos renomados, advogados, empresas renomadas em diversos segmentos, como os hospitais fazem ao educar a população sobre cuidados com a saúde, etc).

as redes sociais e a contribuição para aumento da depressão e ansiedade.

Gostou desse Artigo ?

Quer saber Mais sobre Psicanálise ?

 Já Pensou em fazer o Curso Gratuito de Psicanálise Clínica com Certificado ?

 
Nosso Curso de Psicanálise Gratuito é formado por um Grupo Privado de Psicanalistas e Alunos Voltados para o atendimento GRATUITO de pessoas que Precisam de Ajuda por estarem com Sintomas e Transtornos Emocionais, com Problemas ligados a Depressão, Suicídio, Ansiedade.
Nossa Missão é AJUDAR 100 MIL PESSOAS nós Próximos 365 DIAS, Que estejam passando por VÍCIOS, SOLIDÃO, VONTADE DE SE MATAR, SE VONTADE DE VIVER, entre outras..
 
Queremos te dar Ferramentas para que Você possa MUDAR A VIDA de UMA PESSOA que Sofre com esse tipo de Problemas, Isso tudo de Forma GRATUITA !
 
Cadastre-se e Receba Agora em seu Email nosso
CURSO GRATUITO de PSICANÁLISE com CERTIFICADO

Um comentário

Deixar uma resposta

Fale Conosco
Tire Suas Dúvidas Agora !
Olá, Bem vindo ao Humaniza, para falar com alguém do nosso time e tirar suas dúvidas e só clicar em fale conosco..